SPAD XIII Late Version Profipack - Eduard 1/72 (7053)
Escrito por Júlio Martins   
Ter, 11 de Agosto de 2009 00:00

Eduard 7053


Para um breve histórico, veja aqui!


O kit:

Mais um Spad da Eduard, mas desta vez, na 1/72. Na caixa tradicional em tamanho e firmeza, 58 peças plásticas, injetadas em oliva claro, sem rebarbas ou distorções, distribuídas em duas galhas, e mais uma com as transparências.

Na versão Profipack, temos luxos que não se encontram facilmente por aí: Photo-etches, máscaras de pintura para o para-brisas e manual em papel couchê tamanho A4, com 8 páginas de passo a passo bem explicados e fáceis de seguir, além de profiles coloridos que dão vontade de emoldurar!

A montagem inicia pelo cockpit, bem detalhado, seja no interior da fuselagem com os detalhes estruturais, seja no piso, parede de fogo e alavancas de comando. Tudo está lá.

Painel detalhado com todo o instrumental, sendo a base plástica, relógios em decal e aros dos relógios em PE.

Na montagem da fuselagem junta-se as laterais e depois a parte superior, composta do dorso, profundores e tampo do motor. Asa inferior vem depois, bem simples.

Asas com as nervuras das estruturas internas bem marcadas. Boa sensação de profundidade, sem exagerar.

Não há motor. Também não seria visto, pois no SPAD ele fica totalmente coberto dentro da fuselagem. São duas opções de cowling, para o late e o early. Duas também são as opções de hélice. Armas, escapamentos e todos os suportes das asas em peças individuais, realçando o detalhamento do modelo.

Photo-etches cobrem as telas laterais do motor (duas opções também), cintos, controles de cockpit, mira, belo detalhe do disco central do hélice e cabo de controle das asas.

Decais da própria Eduard, fino e no registro, semi-fosco, sem sobra de filme. Enfim, do jeito que todo mundo gosta!

Versões de pintura francesas. O SPAD tem um padrão de camuflagem de fábrica, todos são bem semelhantes em cores. O que faz a diferença são os emblemas pessoais, e aí, cada um tem seu detalhe.

Lieutenant Charles Nungesser, Escadrille SPA.65 ( GC.13 ), Septembro, 1918
Sergent Fernand Chavannes, Escadrille SPA.112, Agosto, 1918
Adjutant Marius Blanc, Escadrille SPA.81 ( GC.15 ), Verão, 1918
Captaine René Fonck, Escadrille SPA.103 ( GC.15 ), Outono, 1918

As mesmas versões de pintura também estão disponíveis no kit Eduard 8196 lançado este ano, na 1/48.

O grande Ás da caixa, sem dúvida, é René Fonck.

Nascido em 27.mar.1894, foi o “Top Ace” aliado durante a Grande Guerra com 75 vitórias confirmadas, de 140 reclamadas!! Em 1918 chegou a Comandante da Legião de Honra.

Durante a segunda guerra, lamentavelmente sua fama de herói ficou manchada, com contatos com Göring e Udet quando da ocupação alemã da França, havendo insinuações de que Fonck era colaboracionista com o regime Vichy.

Nos anos finais da guerra, torna-se prisioneiro da Gestapo, e em 1948 lhe concedido o “Certificado de Resistência”, por ter lutado contra a ocupação alemã. Na citação consta que René Fonck, “um membro das forces francesas sem uniforme, tomou parte, no território ocupado pelo inimigo, na gloriosa luta para a liberação da nação.”

Morre em 18 de junho de 1953 aos 59 anos.

Conclusão>:

A comparação com o modelo na 1/48 da Eduard foi inevitável. Não há detalhes perdidos do 1/48 para o 1/72. muito bom!

Altamente recomendado, mesmo para iniciantes, e para todo modelista interessado na WWI. Simples, detalhado e muito bonito.

Obrigado Eduard pelo exemplar para review!

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum