MIG-21 MF Profipack - Eduard 1/48 (8231)
Escrito por Júlio Martins   
Qui, 12 de Maio de 2011 00:00

Eduard 8231

Breve histórico

O MiG-21 é sem dúvida uma das aeronaves mais emblemáticas de todo o século XX, marcando a cara da "Guerra Fria". Esteve em ação frequente na Guerra do Vietnã e foi um dos aviões mais avançados do seu tempo. Com asas em delta, foi o primeiro avião soviético a servir tanto como caça quanto como interceptador. Era um avião leve, chegando até Mach 2 com um motor de pós-combustão relativamente fraco, comparável ao americano F-104 Starfighter e ao francês Dassault Mirage III.

Foi usado extensivamente nos conflitos no Oriente Médio durante os anos de 60 e 70, pelas forças aéreas do Egito, Síria e Iraque contra Israel. Também estiveram na guerra Indo-Paquistanesa e na invasão soviética do Afeganistão, mas logo substituídos,naquele conflito, pelos novos MiG-23 e MiG-27.

Atualmente calcula-se que existam 1500 Mig-21 e F-7 (versão chinesa dessa aeronave) em serviço com vários países do mundo. Algumas de suas qualidades, como alta velocidade ascencional, rápida aceleração, rusticidade, agilidade e fácil manutenção, atreladas a uma devida modernização de aviônica, ainda fazem dele uma ferramenta útil mesmo nos dias atuais.

Aproximadamente 10.000 exemplares de suas muitas variantes. É o segundo avião militar mais produzido depois da Segunda Guerra Mundial, depois do Lockheed C-130 Hercules.

A versão estudada aqui é a MF, sendo esta a versão de exportação, com um motor Tumansky R-13. O MF faz parte da chamada 3ª geração do caça, iniciada em 1968, e precedida pelas versões F, P e F-13 (1º geração), entre o fim dos anos 50 e início dos anos 60, e a 2ª geração, representada pelas versões PF, FL, PFM, entre outras.

O Kit

Inicialmente, deve-se ressaltar a absoluta novidade do kit. Não se trata de rebox ou cópia de nada antes visto. A Eduard estudou e preparou este lançamentos por anos até chegar agora às prateleiras.

Este é o segundo kit fabricado segundo a nova tecnologia da Eduard, que talha o molde em blocos de alumínio, direto da imagem do computador. Tudo automatizado e com alta precisão. O último da linha anterior, com moldes de latão, foi o Dora, e o primeiro da nova série, o espetacular Albatros OEFFAG 253.

Esta tecnologia foi implementada na Eduard em 2008, e desde então vem sendo aprimorada, até agora, momento de lançar o MIG-21.

Ao abrir a caixa com belíssimo aviation-art, encontramos 466 peças plásticas incluindo as transparências, divididas em 9 galhas cinza médio de alta qualidade, dois sets de PE, sendo um colorido e outro natural, dois lança foguetes em resina, máscaras para pintura, livreto de instruções e decais.

Pelo alto número de peças, já podemos antever a complexidade do kit e o grau de detalhamento. A Eduard foi fundo aqui, tanto na pesquisa quanto na execução. Entretanto, montagens prévias pela internet afora demonstram que o kit quase se monta sozinho, de encaixes precisos e descomplicados.

Fuselagem e asas de detalhamento superficial em baixo relevo, fino e consistente por todo o kit. Não vejo uma linha sequer diferente das demais em alinhamento ou precisão. Flaps e ailerons moldados separadamente para posicionamento variado.

Forma e tamanhos adequados para a escala quando confrontados com desenhos técnicos, nada a reclamar. Deriva correta para a versão, bem como o casulo de para-quedas.

Para a versão MF, entretanto, é necessário riscar um painel na asa. Sem problemas, mesmo para os não iniciados no "scribing". A Eduard fornece um gabarito em PE, que se alinha com os demais painéis da asa e aí, basta seguir as técnicas. Para quem não se garantir, um adesivo é fornecido e pronto, lá estará o painel.

Entende-se a manobra da empresa para manter apenas uma forma para as asas, pois evidentemente outras versões do MIG-21 serão lançadas e não apresentarão este painel.

O cockpit vem completo e bastante detalhado, entretanto, logo de início nos salta aos olhos que será impossível montá-lo sem a opção de photoetches. Os painéis laterais superiores são apenas fornecidos assim, sem peças plásticas.

Painel frontal em plástico transparente e finamente detalhado, mas ainda contando com a opção do PE colorido. Pedais, manche, e tudo o mais estão presentes. Assento ejetor KM-1 muito bem resolvido e delicado, sendo complementado por cintos de segurança e outros detalhes em PE do set fornecido na caixa.

Transparências de excelente qualidade. Dois para-brisas, três canopis e dois tipos de painel (com ainda opção de painel liso para aplicação do PE) formam o conjunto, sendo a principal diferença entre eles o espelho retrovisor.

Set de Photoetch colorido de detalhes intrincados, belíssimo! A cor do interior dos MIG-21 é um problema antigo no modelismo, muito difícil de retratar com exatidão. Não vou opinar aqui pois não tenho meios de comparar com honestidade. Fico com a opção da Eduard pois me parece dentro da gama do aceitável, tranquilo. A sugestão para acertar a cor pode ser encontrada no blog de Richard Chafer, utilizando cores Gunze.

Duas são as opções de painel em PE, que também conta com cintos de segurança e detalhes para o assento ejetor, além de outras miudezas para a parte externa, turbina e armas.

Ainda na parte interna, destaca-se a turbina com detalhes soberbos. 15 partes plásticas mais PEs lhe conferem bastante decência e autenticidade. Pétalas de pós combustão e grelhas adequadas, entretanto cuidado se escolher uma versão polonesa, pois eles utilizavam motor diferente.

Porões de rodas com detalhamento adequado e sem maior complexidade. Profundidade adequada tanto no frontal quanto nos alares lhe conferem personalidade. Gostei.

Trens de pouso de montagem simples, com encaixe testado e firme. Rodas com detalhes soberbos, de cubos e pneus bem delineados, tambores de freio bem detalhados e honestos.

Freios aerodinâmicos apresentam solução que todas as fábricas de kit deveriam seguir! A fuselagem com painéis fechados, mas com linhas de corte por trás para facilitar eventual abertura. Quem deseja aberto tem à disposição peças opcionais para toda a parte interna dos freios, quem deseja fechado, não precisa se preocupar com encaixes indignos que possam prejudicar a limpeza da montagem. Mesmo o freio principal, que se abre na barriga, tem solução semelhante, em uma única peça para fechado, ou em várias para aberto. Pontão para a Eduard!

Armamento possível para o MIG-21 é variado e me parece que a Eduard foi além do padrão, oferecendo vasta gama de opções. Seja em qualidade, seja em quantidade, estamos muito bem servidos!

- 2 x 490l tanques subalares
- 1 x 800l tanque central 
- 2 x RS-2US (AA-1 Alkali)
- 2 x R-3S (AA-2 Atoll)
- 2 x R-3R (AA-2 Atoll)
- 2 x R-13 (AA-2 Atoll)
- 2 x R-60 (AA-8 Aphid)
- 2 x S-24 240mm (foguetes)
- 8 x FAB-100 (bombas)
- 2 x FAB-250 (bombas)
- 2 x UB-16 57mm (pods para foguetes) (resina/PE)
- 2 x MBD-2-67 MER
- 2 x SPRD-99 "RATO" (foguete auxiliar para decolagem)

Decais e versões de pintura são nada menos do que 6 multi-coloridas. Duas grande folhas da Cartograf, sem defeitos de registro, de cores firmes e sem excesso de filme acompanham o kit.

A caixa o ferece ainda máscaras de pintura para canopi, rodas e fuselagem, em material pré-cortado semelhante às fitas Tamiya.

Uma folha contém as versões, noutra, stencils em dois sets, uma em tcheco e outra em algo "parecido" com cirilico. A própria Eduard fez piada com a situação em seu informativo de maio de 2011, com um cartoon bem humorado do E-Bunny olhando os caracteres estranhos com lupa... Não sei ler cirilico, e mesmo se soubesse, não entenderia nada de tamanho tão minusculo. Enfim, não faz diferença alguma para meus olhos.

Entretanto, como fã das história de batalhas árabes e de suas aeronaves, devo reclamar dos numerais para a versão egípcia. Também não sei ler árabe, mas o desenho dos números é bastante visível, e está realmente diferente do que deveria ser.

Para a pintura, profiles em 4 vistas coloridos, padrão da empresa, muito bem indicados com cores Gunze.

- MiG-21MF, 7628, Tanta AB, Força Aérea Egípcia, 1988
- MiG-21MF, 7809, 10 FS, Lask AB, Força Aérea Polonesa, 2001-2003
- MiG-21SM, 127, 812 UAP, Kupyansk AB, Força Aérea Soviética6, 1991
- MiG-21MF, 687, JG 3, Preschen AB, RDA, 1990
- MiG-21MF, 9712, 9 FS, Bechyne AB, Força Aérea Tcheca, 1989-93
- MiG-21MF, 7713, 4th Flight, Silac AB, Força Aérea Eslovaca, 1999

Conclusão

O Mig-21 a muito tempo merecia uma representação a sua altura, e agora foi feita justiça. O melhor MIG-21 em qualquer escala, e o melhor jato soviético da 1/48, sem sombra de dúvidas.

Muitas peças, porém de montagem tranquila, instruções seguras, decais excelentes, versões coloridas e atraentes, lança foguetes em resina de alta qualidade, etc, etc, etc... são muitos os pontos de alto nível.

Sem medo de errar, é o melhor e mais impressionante kit da Eduard até agora, o que nos faz desejar muito mais!

Aqui na APRJ temos um Walkaround do MIG-21MF do Museu Asas de um Sonho. Confira!

Altamente recomendado!

Obrigado Eduard pelo exemplar para review!

 

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum